Terça-feira, 12 de Outubro de 2010

... de coração valente e penélope charmosa.

 

Os bananas de pijamas desciam as escadas. Acordar comendo flocos de milho - sem leite, era frescurenta demais para leite no cereal. Um sofá pequeno, talvez me sentasse que lá vinha a história. Muito Negresco, Cookies, Passatempo, Pizzaquê ou Água e Sal. Se a bolacha é recheada, se abre ela no meio, come-se o recheio e depois devora-se cada banda. Leite com Nesquik sabor morango para acompanhar e... DESENHOS! Ah, começava no canal quatro: Piupiu e Frajola, Tom e Jerry. Em ambos os casos, sempre estava propensa a torcer pelo gato, sempre. Mesmo sendo o vilão. Aliás, tinha certa preferência pelo vilão. Que imagem queriam afinal passar as crianças? Que os gatos são malignos, assassinos de pássaros e ratos? Exatamente. E assim é mais divertido. Ah, tantas boas lembranças. Corrida Maluca, Popeye e Pegue O Pombo eram mais pra agradar meu pai. Ah, hora de trocar de canal. Cinco: "Eles vão digitransformar para seu mundo salvar, são inimigos do mal, os digimons são demaaais!", oh! Cada abertura viciante.

*****

"Seu sorriso é tão resplandecente que deixou meu coração alegre, me dê a mão, pra fugir dessa terrível escuridão. Desde o dia em que te reencontrei me lembrei daquele lindo lugar que na minha infância era especial para mim. Quero saber se comigo você quer vir dançar, se me der a mão eu te levarei por um caminho cheio de sombras e de luz. Você pode até não perceber mas o meu coração se amarrou em você e precisa de alguém pra lhe mostrar o amor que o mundo te dá. Meu alegre coração palpita por um universo de esperança, me dê a mão, a magia nos espera. Vou te amar por toda minha vida, vem comigo por esse caminho, me dê a mão pra fugir dessa terrível escuridãaaaaao."

******

Ah, a inocência de uma criança. Tempos que não voltam. Tempos em que "vai descendo na boquinha da garrafa" era uma coisa tão inocente. Tempos em que Tiririca não passava de cantor brega que cantava "Florentina de Jesus, não sei se tu me amas, mas sim, tu me seduz" e não era o deputado mais votado. Tempos em que Arnold não sei escrever seu sobrenome era apenas o Exterminador do Futuro e não o Governador dos EUA. Tempos em que desenhos eram 2D e o que há velhinho? Nada de errado nisso. Tempos em que tardes eram desperdiçadas assistindo Esqueceram de Mim 1, 2, 3, 4 e Reloaded ou até mesmo Bethoven 1, 2, 3, 4, e Begins. A Lagoa Azul e Congo, construíram juntos parte da minha formação acadêmica, ou não. "If I had words to make a day for you/ I sing you the morning golden and new./ I could make this day last for all time/ give you a night dipping moon shine". Baby, o porquinho! Ah, sessão da tarde com pipoca e pipoca e pipoca. Sofá, sofá.

Noite? Tubarão assassino, aranhas assassinas, formigas assassinas, baleia assassina, boneco assassino, bolha assassina, piranhas assassinas, tomates assassinos! Acho que aprendi a não ter medo da ficção assim. Aliás, Jason é o grande amor da minha vida pois é a única coisa que consegue amedrontar minha mãe que não tem medo de (quase) nada. Jason, herói.

Eu tinha certa mania de escalar as coisas. Chegava ao teto com facilidade. Próximo passo aprender a voar. Quase realizado com êxito: pular de corda em corda - cipó, era como eu chamava. Mania de comer comida separada: feijão longe do arroz por sua vez longe da carne... E velhos hábitos nunca morrem. Provocar meu gato até ganhar uma cicatriz abaixo do olho, de praxe. Não me agradavam as bonecas, só os jogos de tabuleiro. Gibis, mangás, palavras cruzadas!

Nada tira o direito de dormir até tarde e de não ter que arrumar a casa. O prazer de tomar um refrigerante na garrafa de vidro, ah, Sukita! Comer bauru, comer McLanche Feliz, abrir zilhões de embrulhos de presentes nos aniversários, dançar até cair, machucar e ganhar mil eternas cicatrizes, e nunca nunca se cansar de ouvir as mesmas histórias, de contar as mesmas histórias, de ganhar os mesmos abraços, de descobrir novos abraços, de aprender uma coisa nova a cada dia. Ter sonhos e expectativas inalcansáveis, milhares de amores platônicos! Ser dançarina, ser atriz, ser mocinha, ser vilã, ser modelo, ser esposa, ser mãe, ser filha, ser espiã, ser animal, ser coisa, ser si mesmo. Quebrar sem culpa, culpar os outros.

Nessa época acontece tanta coisa. Brigar por qualquer coisa. Todos são tão competitivos, tudo é tão na base do "sou melhor que você". Nas peças de teatro enquanto todos disputavam pelo papel principal, eu seria a narradora, sempre. Fora a exímia dançarina de tango que eu fui quando meu vestido se desfez em meio ao palco, durante a apresentação. Arrastar amizades até o presente é difícil, diria quase impossível, guardo tão poucos amigos pra tantas memórias...

*****

O propósito disso não é escrever uma obra literária marcante. Aliás, é uma das coisas mais bobas que já escrevi, sem me preocupar com gramática ou ortografia, cheio de neologismos e vícios de linguagens descaprichosos, mas é tudo bem sincero e é... infância!

 

Post Scriptum:

Retornar à "infância"? Im-pos-si-ble.
aos ouvidos: Cine Criança - CD, faixas 7, 9 e 15.

por Dani Takase às 23:37
permalink | comentários | +fav
1 *:
De Letícia a 16 de Outubro de 2010 às 22:52
*-* Que bonito é guardar a infância com carinho... Seu blog vai muito bem!


fuja!

últimas fugas

OEDIPOUS

m.

coletânea de palavras sem...

Sé dulce, Septiembre

No porta-malas

Fortaleza

Solilóquios II - O Margin...

Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


a farsante


descubra.

. 2 seguidores

toda a farsa:

Maio 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

_

toda a farsa:

Maio 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar no em fuga -

 

~

(

RSS

_

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

?

we♥it