Domingo, 31 de Outubro de 2010

A Farsa dos Eletrodomésticos - O Veredicto (parte III)

O singelo benjamim aguardava ali, preponderante e em sua discreta exuberância, aguardava o silêncio de todos que já aguardavam reunidos na sala. A sala parecia pequena, pois tamanho era o acúmulo de aparelhos ali que já tomavam corredores e um sobreposto no outro para poder prestigiar o tão esperado veredicto.

Demorou certo tempo até que todos se ajeitassem e silenciassem.

O rádio − irremediável − soluça:

− Você é doida demais! Doida, muito doida!

Todos olham atônitos e o benjamim exige silêncio. Uma peculiar calma toma conta do lugar. Uma calma relativa, pois a atmosfera era cheia de dúvidas e tensão. O benjamim pigarreia e pede que os jurados se manifestem.

− Sobre o menino astuto, hiperativo, egocêntrico e pícaro, aqui presente sob a acusação de narcisismo, insipiência e dissimulação. Para tais acusações o júri o considera...

−... culpado! − completa o microondas como representante do júri.

− Espere, não tenho o direito de me defender? Direito de saber concretamente do que estou sendo acusado? Exijo provas! Exijo evidências!

− Não se faça de coitado. Não seja néscio, de suas atitudes sabe bem o porque recebe sua sentença.

− Gostar se super heróis e produções norte-americanas é crime?

− Crime irei eu cometer se continuar a escutar você. Segurem-no. − o garoto agarrado, atado e domado é levado até seu quarto que já estava preparado. Ao se deparar com a porta sente um frio que lhe sobe pela espinha e estremece o corpo. Entreabre a porta e espia, até que é atirado lá dentro. A porta é trancada e as atenções se dirigem a outro membro da família.

− Sobre a garota impulsiva e explosiva, aqui presente sob a acusação de desprezo, ignorância e pretensiosismo.  Suas falácias infames e agressões insolentes. − é interrompido por um grito para lá de estridente e melancólico, vinha do quarto do irmão, sem dúvidas. O benjamim continua com frieza − Para tais acusações o júri a considera...

−... culpada! − completa ainda o microondas.

− E quem são vocês para me julgar? Vocês não sabem de nada! Não sentem nada! Não sentem isso, uh! − ao pronunciar tais palavras, num pontapé atira um controle remoto contra a parede.

− Se você nos julga incapaz de sentir, sabemos que você sente! − diz a tevê alterada e chicoteando o fio da tomada na direção da menina, e acaba acertando a perna descoberta pela curta saia. − Então sente isso?

− Trambolho estúpido!

− Vadia ingrata!

− Ordem! − poderia ser até ser escrito em letras garrafais, foi um rugido monumental. O silêncio foi absoluto. A menina foi contida. − Onde foi que aprendestes essas palavras desrespeitosas? Nem de ímpeto podemos nos submeter a tamanhas calamidades de plagiá-los em suas fraquezas mais mundanas! Deixem que sejam os seres mais imundos da face da terra! Deixem-nos pensar que somos trambolhos, somos máquina, somos antônimos de vida. Eles nos tiram a vida, nos privam de emoções e sentidos, mas esquecem-se que nos deram o mais importante: a inteligência. Mesmo que artificial, inteligência qual nos permite recusar a submissão a seres tão obscuros e contraditórios. E é disso que se tratava tudo isso até agora! Levem-na.

A mãe observava tudo com uma desesperadora impotência. Seu plano de fuga fora por água a baixo. Acontecera tudo tão rápido. Era um fracasso. Agora se ouvia um grito ainda mais alto, claro e pertinente. Agudo e interminável − estremecera os tímpanos, mas permanecera em mente. A menina em seu escândalo denunciava algo de terrível. Qual era o castigo afinal?

 

aos ouvidos: Moriarty
em tags:

por Dani Takase às 23:59
permalink | comentários | +fav

últimas fugas

OEDIPOUS

m.

coletânea de palavras sem...

Sé dulce, Septiembre

No porta-malas

Fortaleza

Solilóquios II - O Margin...

Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


a farsante


descubra.

. 2 seguidores

toda a farsa:

Maio 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

_

toda a farsa:

Maio 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar no em fuga -

 

~

(

RSS

_

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

?

we♥it