Domingo, 14 de Novembro de 2010

A Farsa dos Eletrodomésticos - A Conclusão

– ... COMPRE JÁ O SEU! ADQUIRA LIGANDO PARA O NÚMERO...

– Céus! – exclama a mulher estendida no tapete da sala e acorda com certa dor de cabeça.

– Ma...mãaaaaaaaaaae! – o grito se estendia e ecoava pelos corredores da casa – mamãaae!

A energia voltara. Depois de mais de dez horas de escuridão, silêncio e abstinência de qualquer tecnologia. A explosão de barulho e luzes e cores e pisca-piscas foi tão súbita e forte que estremeceu a casa quando a energia voltou e tudo se acendeu.

O som pesado num quarto, os tiros no outro, as lamentações e indignações mais embaixo. Tudo estava de volta ao normal. O menino desce as escadas correndo, encontra a mãe e dá-lhe um abraço forte e afoito. A mãe aperta a mão roliça do menininho. Não entendia o que poderia ter acontecido.

– Tive um pesadelo. Foi tudo tão horrível.

– Quer me contar?

– É que... Bom... Era tudo tão... E cheio de... Ah! Você nunca vai entender... Mas era tão...real!

– Acalme-se – e a mulher afaga os cabelos úmidos de um suor que revela um sonho desesperador, – já passou. Agora vá jogar um pouco de videogame enquanto eu esquento a janta, ok?

O menino se livra dos afagos da mãe e em breve entreabre a porta e espia com certa desconfiança. Abaixa-se, observa bem debaixo da cama. Procura rastro de algo que mal sabe o que é. Levanta-se. Examina por detrás das cortinas. No quarto várias luzinhas vermelhas piscam indicando o standby de vários eletrônicos. Por fim debruça-se na cama e alcança no criado-mudo o controle remoto e o joystick. Numa nítida impaciência  e desconforto, deita-se de barriga pra cima, levanta os braços e fica a observar o que possui em mãos e o teto, a lâmpada, uma luz forte lhe cegara os olhos por um tempo e lhe faz agora ver manchinhas por onde olha. Por mais que tenha dormido dez horas, a sensação era de ter acabado de voltar duma guerra. Sensação que não deixa de parecer-lhe real, ainda cogita essa possibilidade. Um sonho tão absurdo e absurdamente convincente.

Mas velhos hábitos nunca mudam. Lá estava a mulher a programar o microondas e tirar comida congelada do freezer. O cachorro latia no porta-retrato que repousava na escrivaninha. Uma foto melancólica. O cachorro late, o menino apóia-se no pai enquanto atira um bumerangue contra o vento. A menina e a mãe estão sentadas num pano xadrez com uma cesta de piquenique, contando formigas. Um lugarzinho verde perdido em prédios monumentais de cimento logo atrás. Um céu azul acidentado, mastigado pela poluição. Mas o bumerangue foi lançado e voltará. Voltara.

A menina agora escuta uma melodia colorida e blasé. Chorando, rindo, falando ao telefone. Arranjando encrenca que logo supera e tudo passa. Ela era a prova de que na adolescência o Carpe Diem era levado ao extremo. Não de um modo geral. Do modo dela.

O menino já estava babando no joystick e os coraçõezinhos que marcavam suas vidas estavam todos apagadinhos e o game over em letras garrafais preenchia a tela. Até que o menino desperta. Manhoso, espreguiça-se e lança um olhar arrastado para a tevê. Viu dois imensos olhos vermelhos. Olhos que o menino conhecia... Pixel por pixel.

 

em tags:

por Dani Takase às 23:57
permalink | comentários | +fav

últimas fugas

OEDIPOUS

m.

coletânea de palavras sem...

Sé dulce, Septiembre

No porta-malas

Fortaleza

Solilóquios II - O Margin...

Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


a farsante


descubra.

. 2 seguidores

toda a farsa:

Maio 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

_

toda a farsa:

Maio 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar no em fuga -

 

~

(

RSS

_

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

?

we♥it