Domingo, 29 de Agosto de 2010

A Farsa dos Eletrodomésticos - Um Depoimento Apaixonado

Depois de muito aplaudido o televisor retira-se dali onde já se encontra – sob o olhar atento de todos – um computador tanto quanto antigo. Parecia cansado. Dão-lhe a palavra, ele pigarreia e dá início:

– Há alguns anos fui o motivo de muita alegria, objeto de entretenimento. A internet ainda era de difícil acesso o que me tornava simplesmente uma rodada de campo-minado e muita, muita paciência. Paciência eu tinha, mas me faltava memória. Os maus tratos me levaram ao retardamento de minhas funções. Fui ficando lento e birrento até que parei de responder. Tenho muito a vos agradecer, afinal vocês me proporcionaram os melhores momentos da minha vida... Quando...

– Você é mesmo uma testemunha de acusação?

– Garanto que o que digo é de fundamental importância. Continuando... Os melhores momentos da minha vida... A internet enfim chegou e assim conheci o mundo! E principalmente, me conectei a uma doçura de máquina, uma japonesa. Ela é bilíngue e agora está praticando o português. Toda  moderninha! Confesso que o que mais me faz morrer de amores é seu design touchscreen, toda sensível. Estou totalmente apaixonado, e ela corresponde. Vocês chamam de namoro virtual, mas para mim, nossa conexão é mais intensa. Vocês chamam de créu velocidade cinco, eu chamo de conexão a 100mbp/s. Admito que menti. Disse para ela que eu estava usando proteção, que eu não tinha vírus algum, que não havia nenhum problema, mas aí o que acontece? Eu estava infectado! E eu passei para ela! Eu resisti, mas ela era tão frágil... E a culpa é toda de vocês! Seus... Seus!

Foi arrastado para longe do púlpito, estava possesso. Burburinhos ressoavam num ruído chato e incômodo.

– Silêeeeencio! – ordenou alguém que provavelmente após sussurrou "sempre quis dizer isso".

O discurso não foi tão comovente e empolgante quanto o da TV. Talvez até um tanto desnecessário, mas havia uma melancolia sincera em suas palavras.

 

em tags:

por Dani Takase às 14:18
permalink | comentários | +fav

últimas fugas

OEDIPOUS

m.

coletânea de palavras sem...

Sé dulce, Septiembre

No porta-malas

Fortaleza

Solilóquios II - O Margin...

Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


a farsante


descubra.

. 2 seguidores

toda a farsa:

Maio 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

_

toda a farsa:

Maio 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar no em fuga -

 
RSS